A PPP é uma boa alternativa para a saúde – SIM

Fonte: O Estado de S.Paulo
Autor: Januário Montone Parcerias Público-Privadas (PPPs) realizadas para viabilizar e acelerar obras de infraestrutura já são uma realidade, mas, na Saúde, as iniciativas ainda são tímidas. Isso valoriza a decisão do governo paulista de lançar uma PPP para modernizar a assistência farmacêutica do SUS – que envolve o fornecimento desde vacinas até o tratamento de doenças crônicas, além dos materiais e medicamentos de uso hospitalar, como o Complexo do Hospital das Clínicas. O gigantismo do sistema e sua fragmentação têm provocado falhas de abastecimento que prejudicam o funcionamento dos serviços de saúde e infernizam a vida do cidadão. Com a PPP, os recursos da iniciativa privada e sua experiência em manter abastecidas milhares de farmácias espalhadas pelo País poderão ser usados para melhorar o SUS. A PPP não vai interferir na definição ou na compra dos medicamentos e insumos. Limita-se a ações de distribuição e controle, incluindo a instalação de centros regionais, farmácias nos municípios e a completa informatização do sistema, cuja implantação deverá ser mais rápida que nos processos tradicionais, pois o concessionário só recebe pelos serviços que vai prestar. O resultado é que as melhorias devem chegar mais rápido para os paulistas que dependem do SUS, com um serviço mais próximo e muito mais confiável. Januário Montone foi secretário Municipal de Saúde do Estado de São Paulo e diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS)
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *