Inadimplência na farmácia

Leiam as perguntas que o Silas da THATO nos enviou para que eu e o Lima pudêssemos responder. Abaixo nossos comentários
1) Qual é o impacto da queda da inadimplência sobre o varejo farmacêutico?
2) Como aproveitar a alta do ICC (Índice de Confiança do Consumidor) para impulsionar as vendas/
3) Com a queda da qualidade dos créditos como evitar o aumento da inadimplência?
4) Quais medidas devem ser tomadas pela varejo farmacêutico para evitar a inadimplência?
5) Dentro do PDV quais medidas e ações podem minimizar o problema da inadimplência?
6) Por favor, caso necessário, enviar informações complementares relevantes ao tema.
7) Por favor, enviar breve currículo para crédito na matéria.
 
Pensando em varejo farmacêutico, a maioria das farmácias e drogarias, especificamente as pequenas e medias empresas possuem o sistema tradicional de pagamento (cheque, cartão e dinheiro), algumas possuem cartões com sistema de pagamento através de uma financiadora com a bandeira da farmácia.
Outras ainda, principalmente as pequenas possuem um sistema de crediário próprio, famoso fiado!
Quando falamos de sistema de crediário dentro da farmácia, vemos que existem vantagens dentro do sistema “fiado” isso porque nesta condição de pagamento eu consigo vender no Preço Máximo ao consumidor. Diferente de outras modalidades que tenho que oferecer altos descontos, além de não possuir clientes fidelizados.
Analisando os dados de inadimplência dentro do varejo farmacêutico, principalmente para aqueles que possuem um sistema de cobrança organizados a inadimplência é muito pequena. Chegando a ser menor que no caso do cliente que compra só a vista.
Resumindo, acredito que é um bom negócio para a farmácia vender no crediário e que hoje o risco de inadimplência é baixo se tomado alguns cuidados
a) Cuidados para evitar a inadimplência
a. Organizar um sistema de cobrança com regras claras
. Prazos e formas
I. Quando será realizado a primeira cobrança e de que forma? Telefone?
II. E a segunda? Carta?
III. E a terceira? SPC
. É possível negociar? Quais os critérios?
.Quando acontecerá o bloqueio
b. Possuir um departamento de cobrança ou para aquelas farmácias pequenas criar um projeto específico para quem as executas
c. Realizar um manual operacional com as regras
d. Possuir profissionais capacitados para a cobrança
e. Criar indicadores sobre o valor que está mobilizado na inadimplência
f. Quantidade de clientes
Acontece que a maioria das farmácias não levam a sério o departamento de cobrança e não aproveitam a grande oportunidade existente. Por isso acontecer, temem a inadimplência e nem abrem crediário
Sobre sua pesquisa, fico em dúvida como ela influencia o varejo farmacêutico:
           – não depende de crédito
– Não é bem de consumo dependente de financiamento (isso é, não consigo esperar para comprar um medicamento)
Espero ter ajudado!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *