Medo como fator prejudicial aos empresários

*Marcelo Cristian
 
O medo é um mecanismo de defesa do organismo que tem como objetivo a autopreservação. Pessoas sem medo são um risco a si próprio e a sociedade.
 
Mas, o medo além desse papel positivo exerce uma influência negativa quando ele é imobilizador nas ações do indivíduo.
 
Como nosso assunto é farmácia e não psicologia, gostaria de elencar a quantidade de medos que atinge os gestores da farmácia no atual momento e as conseqüências dos mesmos na gestão.
Freqüentemente somos convidados a fazer uma proposta para a melhoria de empresas do mercado varejista farmacêutico e quando inciamos com as atitudes necessárias logo encontramos o “medo”.

  • Medo de perder o funcionário apesar do mesmo não alcançar as expectativas da empresa e apesar de todas as evidências comportamentais e de resultados demonstrarem que é impossível a mudança.

 

  • Medo de analisar friamente os resultados e perceber que tal farmácia deverá sofrer uma intervenção

 

  • Medo de realizar uma adequação no horário de funcionamento, mesmo sabendo que tal horário não produz resultado já faz algum tempo;

 

  • Medo de “incomodar” os coronéis isso é, aqueles balconistas que se sentem mais como donos do que como parte integrante da equipe. Àqueles que não ajudam, causam fofoca e possui muitos direitos pelo “tempo de casa”.

 

  • Medo de implantar a política da meritrocracia, isso é recompensar por méritos a equipe;

 

  • Medo de cumprir a lei blindando a empresa contra problemas trabalhistas, dívidas fiscais… Ex: registrar toda a equipe com 100% na carteira, não sonegar, acabar com o “jeitinho” brasileiro.

 

  • Medo de remover funcionários incompetentes só por serem da família;

 

  • Medo de possuir um plano de gestão eficaz que dê transparência a empresa de uma forma que exista a disciplina na gestão;

 

  • Medo de tomar atitudes rigorosas que permitem fôlego para a empresa como a mudança da remuneração, o ajuste fiscal e financeiro;

 
Qual é seu medo?
 

  • Marcelo é Famacêutico, pós graduado em Gestão estratégica de Negócios. Diretor da Desenvolva, uma empresa de consultoria especializada em soluções para Farmácias e Drogarias.Palestrante Shopfarma por 3 anos, Foi professor do SENAC no curso de técnico em farmácia e hoje dedica-se exclusivamente em trabalhos de consultoria para a cadeia farmacêutica: farmácia, distribuição e indústria. Possui artigos nas principais revistas do Setor (Guia da Farmácia, âmbito Farmacêutico e Revista VIDA (Unilever).
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *