Regras para análise da planta baixa de uma farmácia

A planta baixa de uma farmácia é o desenho do espaço físico da mesma que ilustra todos os ambientes que a farmácia possui ou irá possuir, assim como mobiliários contidos na mesma.

É ela que nos permite adquirir uma visão crítica sobre onde alocar cada tipo de categoria de produtos, qual a melhor forma de expor com que a farmácia trabalha e analisar quais os mobiliários mais adequados para aquele espaço físico disponível.

Porém, se não entendermos a forma correta de analisar a planta baixa, corremos um grande risco de que alguns erros acabem acontecendo na montagem da nossa farmácia como:

  1. Compra de mobiliários inadequados ao espaço físico de nossa farmácia;
  2. Compra de mobiliários a mais ou a menos do que o espaço físico comporta;
  3. Aquisição de mobiliários que não são específicos para o perfil de loja e de cliente que você vai atender;
  4. Falta de espaço ou espaço incorreto para alocar as várias categorias de produtos que teremos na farmácia;
  5. A consequência dos 4 tópicos acima citados será a layoutização errada, desde a montagem dos mobiliários até a alocação dos produtos nos diversos locais “inadequados”, o que a longo prazo, não gera venda agregada;

Pensando nisso, separamos neste artigo, algumas dicas para que você entenda melhor a planta baixa da sua farmácia:

  1. Analise qual o formato da sua farmácia: retangular, triangular, quadrada, etc…
  2. Execute o check-list de setorização para entender 100% o perfil do seu cliente e perfil da loja a qual esta montando;
  3. Regra: encontre na planta baixa a entrada principal da sua farmácia – ela norteará você sobre o início da disposição dos demais mobiliários;
  4. O balcão de atendimento de medicamentos sempre deverá ser montado do lado inverso a entrada principal da loja. Exemplo: se sua loja for quadrada, e a entrada principal estiver do lado direito, a disposição dos balcões será o inverso, ou seja, do outro lado do salão, no lado esquerdo;
  5. Sempre procure deixar as paredes que contornam a farmácia livres, ou seja, com mobiliários de parede onde futuramente serão alocados com categorias fortes;
  6. No centro da área de vendas da sua farmácia – de acordo com o espaço físico avaliado na planta – aloque gôndolas ou cestões;
  7. Encontre na planta da sua farmácia as “áreas quentes” e as “áreas frias” – estas informações serão muito importantes no momento em que formos direcionar as categorias que ficarão em cada área;
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *